04
out
08

A Batalha de Los Angeles

A mídia impressa costuma empregar nomes sensacionalistas pra se referir a certas pessoas ou eventos, numa tentativa de atrair o imaginário popular e garantir a circulação máxima da publicação. Foi assim que Francisco de Assis Pereira se tornou o “Maníaco do Parque”, por exemplo. Mais da metade dos inimigos do Homem-Aranha devem seus nomes à mesma prática.

No caso da “Batalha de Los Angeles”, o evento foi tão espetacular que o nome era o detalhe menos importante.

Na noite de 24 de fevereiro de 1942, vários moradores de Los Angeles viram >>> objetos luminosos pairando sobre suas cabeças. A histeria foi geral, e muitas ligações pros serviços de emergência depois,  a cidade de Los Angeles estava sob comando dos militares. Os milicos ordenaram um apagão geral na cidade, numa tentativa de identificar melhor a luz vinda dos objetos voadores.

A foto acima, que foi capa de todos os jornais nacionais na época, mostra os holofotes dos militares apontados pros UFOs. Segundo a Aeronáutica, os objetos se locomoviam a pouco mais de 300 km/h.

Em seguida, a Brigada de Artilharia da Marinha posicionou suas armas (canhões anti-aéreos cuja munição são cargas explosivas de 6kg) e começaram a meter chumbo grosso nos objetos. Mais de 1400 tiros foram disparados, e apesar disso os objetos voadores não se transformaram em objetos cadentes.

Cinco pessoas morreram de ataques cardíacos durante o drama, e vários carros e prédios foram danificados pela munição anti-aérea que eventualmente caiu na cidade abaixo.

No dia seguinte as afirmações das autoridades foram conflitantes. Alguns alegaram ser nada além de um “alarme falso provocado pelo nervosismo da guerra”, sem elaborar sobre a identidade dos objetos. Outros falaram que eram balões japoneses, sem explicar como é que balões se movimentariam a 300 km por hora.

Após mais alguns comentários incongruentes, os militares decidiram que a desculpa oficial seria que os objetos eram aeronaves japonesas designadas pra sobrevoar o céu de Los Angeles, com o objetivo de causar medo em solo americano e abaixar a moral do país.

Bom, sobre a parte de causar medo, eles acertaram. O que continuou não fazendo sentido é como é que os tais aviões sobreviveriam várias horas de bombardeamento pesado sem fazer manobras evasivas de qualquer tipo.

Mencionei que o governo japonês negou envolvimento com o mistério na época, e continua fazendo isso até hoje?


Fonte: HBDia


1 Response to “A Batalha de Los Angeles”


  1. 24 / outubro / 2009 às 10:38 pm

    A histeria coletiva e a supressão das autoridades é um fato.vivemos num mundo”da incerteza”.O que será depois da nossa morte?.Será que vale a pena ser bom?E o futuro das próximas gerações?.Sonhamos com um futuro melhor e um desses “futuros” sãos o ovnis.È um inconciente coletivo?.A ciência responde com perguntas.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Conspiratório

Você acredita MESMO em tudo o que é veiculado na mídia?

RSS Twitter Calebe

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

RSS Twitter Giovanni

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

RSS News


%d blogueiros gostam disto: